fbpx
17 de agosto de 2022

Vacinação Para os Policiais: Onde?

Por Aline Risi
Escrivã da Polícia Civil de Minas Gerais
Diretora de Comunicação da Cobrapol

Por que é tão difícil entender que as forças de segurança, incluindo os Policiais Civis, que estão diuturnamente combatendo a criminalidade, estão cara a cara com o terrível coronavírus? Por que é tão difícil entender que todos os dias milhares de cidadãos procuram uma delegacia de polícia para registrar uma ocorrência ou para buscar ajuda nas mais diversas situações? Por que é tão difícil entender que as unidades policiais em todo o Brasil não possuem estrutura nem para o trabalho policial, para os próprios policiais, muito menos para resguardar a vida e a saúde destes profissionais diante dessa pandemia? O que está acontecendo com nosso País, com estes governantes, que estão dizimando os servidores públicos, incluindo os que são essenciais à sociedade?

Eu sinceramente estou perplexa e revoltada de ver o que estão fazendo conosco. Ontem foi emitida uma nota técnica do Ministério da Saúde, informando quais os profissionais das forças de segurança seriam vacinados. Pasmem! Não é aquele plantonista que lida com todo tipo de pessoa, correndo risco iminente de se contaminar (e é o que vem acontecendo, pois hoje estão morrendo mais policiais devido ao Covid do que pela própria profissão); não é aquele que vai em local de crime; não é aquele que está na delegacia atendendo, ou aquele atuando em qualquer outra atividade que não cabe o home office. Porque home office não combina com segurança! O crime não é home office! Não! Não são estes heróis diários que vão ao trabalho e não sabem se retornam pela profissão, ou se retornam, podem levar o vírus mortal para sua família. Talvez naquele dia ele voltou, mas se infectou e dias depois se foi.

O Governo Federal, o Ministério da Saúde, os governadores, prefeitos sabem perfeitamente o que estamos passando e a nossa luta para vacinar milhares de mães e pais de família, que não podem ficar em casa, e que trabalham por todos os brasileiros: os profissionais da segurança pública. Para no final, diante da expectativa destes mesmos profissionais que agora têm medo de morrer por Covid ou acabar matando um familiar por Covid, o Ministério da Saúde emitir uma nota dizendo que a vacinação das forças de segurança será escalonada para os seguintes profissionais: trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes; trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar; trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a covid-19; trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independente da categoria. E os demais? Podemos fechar as portas das delegacias? Porque somos pessoas saudáveis e não queremos morrer diante de tamanha calamidade! Temos famílias, governantes!

Já passou da hora de agirmos energicamente, pois não nos respeitam, não nos dão suporte, não nos dão estrutura, não nos dão proteção, nos retiram direitos, e não temos contrapartida alguma! Estão nos sucateando ainda mais e, agora, estão nos matando. Chega! Basta! Vamos ter que parar! Não há alternativa! Porque se não agirmos agora, talvez não estaremos aqui para vermos nossos filhos crescerem! Infelizmente, muitos já se foram e não puderam nem dizer adeus!

Por Aline Risi
Escrivã da Polícia Civil de Minas Gerais
Diretora de Comunicação da Cobrapol

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.