fbpx
10 de agosto de 2022

COBRAPOL visita seis capitais do Nordeste para fortalecer a luta dos policiais civis

                A COBRAPOL, através de seu presidente, André Luiz Gutierrez, e do diretor para Assuntos Ministeriais, Evandro Baroto, participou de atividades em seis capitais nordestinas com o objetivo de discutir assuntos de interesse dos policiais civis e das entidades representativas da categoria em cada Estado.

                Gutierrez e Baroto fizeram um itinerário começando por Salvador (BA) e concluindo em Natal (RN), no período de dez dias aproximadamente, quando se encontraram, em cada um desses estados com os dirigentes dos Sindicatos filiados à Confederação que representam, em cada região, a categoria.

                Na pauta dos encontros que foi realizado, foram prestadas informações sobre o andamento da nova Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil, do novo texto do Projeto que trata das modificações no Código de Processo Penal, da tramitação da PEC 32 (reforma administrativa),  assim como outros temas que repercutem na vida e no trabalho dos policiais civis.

                Foram feitas avaliações, também, sobre os próximos passos a serem dados em torno dessas questões, bem como o papel das entidades sindicais nesses processos.

                Gutierrez avaliou “com entusiasmo o resultado dos encontros, principalmente porque, com eles, aproximamos mais a COBRAPOL dos Sindicatos e conhecemos melhor as realidades locais, como também prestamos conta do trabalho que está sendo realizado nacionalmente para defender os interesses de nossa categoria, que continua tão ameaçada por retrocessos institucionais”.

                Baroto, por sua vez, considerou “muito positivo cada dos encontros que realizamos e das agendas que foram patrocinadas pelos Sindicatos, quando fortalecemos a percepção da importância desses contatos com as nossas bases, pois são elas que têm o termômetro da situação dos policiais civis em cada Estado e município”. “A COBRAPOL foi recebida, em todos os estados de braços abertos e isso é muito importante para a entidade”, frisou.

BAHIA

Em Salvador (BA), com a proposta de discutir as alterações do Código de Processo Penal e a Lei Orgânica Nacional, integrantes da diretoria do SINDPOC se reuniram com o presidente da COBRAPOL,  André Gutierrez e o diretor da entidade, Evandro Baroto, ocasião em que estavam presentes a vice-presidente do Sindicato, Ana Carla Souza,  juntamente com os diretores Marcos Maurício, Érico Araújo e Marlon (foto). “Estamos fazendo uma viagem por algumas cidades do nordeste desde Natal, passando aqui por Salvador nos reunindo com os sindicatos e falando um pouco da nossa Lei Orgânica e também falando como estão os debates referentes ao CPP em Brasília, algo tão importante para a sociedade de forma geral”, disse Baroto na ocasião.

PARAÍBA

Em João Pessoa (PB), Gutierrez e Baroto reuniram-se com os representantes dos sindicatos filiados à Confederação: SINDSPOL-PB e SINDAOPC-PB, além de convidados (foto). Gutierrez, na ocasião, falou dos avanços da reforma do Código de Processo Penal – CPP e da importância  da Cobrapol e Adepol na defesa institucional da Polícia Civil. Informou-se, também, que a PEC-32 encontra-se parada no Congresso Nacional  devendo voltar à pauta somente no próximo ano. A Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil  está sendo finalizada paralela ao texto do CPP com possibilidade de chegar ainda no primeiro semestre deste ano ao Congresso Nacional para o início dos debates.

ALAGOAS

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (SINDPOL-AL) recebeu os representantes da COBRAPOL na sede do Sindicato para tratar das lutas, das pautas dos policiais civis e do empoderamento político da categoria (foto). No encontro, Gutierrez discutiu a Lei Orgânica da Polícia Civil, a luta contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020 e a reforma do Código de Processo Penal para o exercício da atividade policial civil. Os dirigentes do SINDPOL puderam tirar dúvidas, fazer esclarecimentos e contribuir com a luta nacional.

SERGIPE

A diretoria do SINPOL-SE recebeu a visita dos representantes da COBRAPOL,  ocasião em que conversaram sobre a situação das carreiras policiais civis no Brasil, sobre o Movimento Polícia Unida e demais assuntos que tangenciam a categoria. A visita busca ainda estabelecer o alinhamento e prestar assistência, no que for necessário, a todas as entidades sindicais do Brasil. O presidente do SINPOL-SE, acompanhado de outros dirigentes da entidade, recepcionaram Gutierrez e Baroto (foto) e debateram os assuntos de interesse dos policiais civis.

PERNAMBUCO

Em Pernambuco, a Diretoria do SINPOL-PE recebeu a visita de Gutierrez e Baroto na sede do Sindicato. Na pauta, a atualização dos andamentos da PEC 32, que trata da reforma administrativa, além do Projeto de Lei Orgânica Nacional dos Policiais Civis.”A PEC 32 segue suspensa no Congresso, porém, todos nós Policiais Civis precisamos estar atentos e vigilantes para não sermos pegos desprevenidos com qualquer ameaça que venha tirar direitos e conquistas da nossa categoria”, destacou, na ocasião, o presidente do SINPOL-PE, Rafael Cavalcanti. Sobre o Projeto de Lei Orgânica, que foi trabalhado em conjunto entre a COBRAPOL e a Associação dos Delegados de Polícia do Brasil – ADEPOL, chancelado por todos os sindicatos de Polícia Civil do país, o documento está nos ajustes finais para ser enviado ainda neste primeiro trimestre ao Ministério da Justiça e ser posteriormente encaminhado ao Congresso Nacional.

RIO GRANDE DO NORTE

O SINPOL-RN recebeu os representantes da COBRAPOL em sua sede localizada em Natal, capital, ocasião em que foram prestadas  informações sobre o andamento das lutas nacionais que envolvem a categoria. Gutierrez e Baroto se reuniram com a diretoria do SINPOL-RN e com um grupo de chefes de investigação da Polícia Civil do RN, que também estiveram na sede do Sindicato para a reunião. Gutierrez e Baroto apresentaram algumas esclarecimentos sobre a tramitação de projetos no Congresso Nacional, como a Reforma Administrativa e a reforma no Código de Processo Penal. Os dois destacaram que a COBRAPOL está vigilante e trabalhando em Brasília para lutar contra qualquer tentativa de ataque aos direitos dos policiais civis ou retrocessos no trabalho da categoria. A presidente do SINPOL-RN, Edilza Faustino, deu boas vindas aos dois diretores da COBRAPOL e agradeceu por eles terem vindo à Natal trazer informações para a diretoria do sindicato e para a categoria.

Fonte: Comunicação COBRAPOL

(com informações dos Sindicatos filiados)