fbpx
17 de agosto de 2022

Dia 21/09: 17 Estados Aderem à Paralisação Nacional dos Policiais Civis

A COBRAPOL e suas entidades filiadas convocam todos os policiais civis do País para aderirem à paralisação nacional da categoria, que tem início às 8h da manhã do dia 21/09 (quarta-feira) e se estende até às 8h do dia 22/09 (quinta-feira). Até o momento, 17 estados já confirmaram a adesão à atividade, após a realização de assembleias-gerais convocadas pelos sindicatos.

Neste período, as delegacias específicas funcionarão apenas para flagrantes e emergência. O registro de ocorrências e as investigações estarão suspensos. Às 24 horas de paralisação é contra o pacote de maldades do Governo Temer que retira direitos e conquistas dos servidores públicos. Entre os principais textos nefastos em tramitação no Congresso Nacional estão a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016 – que congela todos os gastos primários (de onde saem os recursos para o pagamento de pessoal) por 20 anos, período em que o dinheiro economizado será canalizado para o pagamento da dívida pública, que atualmente consome quase metade do orçamento do país. Esse texto também retira recursos que seriam destinados atualmente em áreas como educação, saúde e segurança pública, por exemplo.

Outra proposição igualmente perigosa é o Projeto de Lei da Câmara (PLC-Complementar) nº 54/2016 – oriundo do Projeto de Lei Complementar (PLP) 257 – que ao limitar o crescimento anual das despesas primárias correntes (o que inclui a folha de pagamento) à variação da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo – IPCA, torna inviável a concessão de reajustes salariais e mesmo a abertura de novos concursos públicos. A matéria já foi aprovada na Câmara e tramita com bastante agilidade no Senado Federal.

Por Giselle do Valle

Fonte: Imprensa COBRAPOL

5 thoughts on “Dia 21/09: 17 Estados Aderem à Paralisação Nacional dos Policiais Civis

  1. Me sinto bastante indignado em ver como as principais instituições que fazem a base solida de uma nação justa e digna, sempre foram tratadas com despreso pelas classes politicas e em especial as governantes desse pais. A revolta parte em saber que as pessoas mais frageis são as mais atingidas, pois a falta deses três pilares do crescimento de um povo e frontalmente atingida com esse desmando desgovernado dessa classe eleita pelo povo, pois vermque eles governam pra si e para seus pares e deixando a maior massa do eleitorado sobre sol e chuva, tirando com isso suporte de uma nação fraterna e solidaria com seu próprio povo e acabando com a tal DEMOCRACIA DE UM GOVERNO ELEITO PELO POVO E PARA O POVO, E SE TORNANDO EM TIRANIA PURA.

  2. Esses patifes sempre foram contra todo tipo de policial mas para os sectários deles eles deram aumento gordo falando que foi a Dilma que ja tinha dado isto é uns malditos deveriam todos serem arrebentadosq

Comments are closed.