fbpx
17 de agosto de 2022

COBRAPOL reúne-se com relator da Lei Orgânica Nacional das Polícias Judiciárias

Na foto, da esq para a dir: Delegado Fábio, Bandeira, Kiko, Gutierrez, deputado João Campos, Laterza, Miranda e Baroto

Entidade reforça urgência na votação da matéria pelo Congresso Nacional

A COBRAPOL promoveu agenda nesta terça-feira (19) no Congresso Nacional, ocasião em que seus representantes se reuniram com o deputado federal João Campos (PSD-GO), para tratar da tramitação do Projeto de Lei Orgânica Nacional das Polícias Judiciárias, cuja relatoria está sob a responsabilidade daquele parlamentar.

André Luiz Gutierrez e Giancarlo Miranda, respectivamente, presidente e vice- presidente da entidade, acompanhados das representações sindicais das regiões Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste apresentaram a posição dos policiais civis quanto ao mérito da matéria e enfatizaram a importância de se dar agilidade à tramitação desse e de outros assuntos de interesse dos policiais civis do país.

Segundo o presidente Gutierrez, “a reunião representou mais um passo na afirmação do posicionamento da entidade especialmente sobre a Lei Orgânica da categoria, bem como do novo Código de Processo Penal (CPP), também relatado pelo deputado João Campos”.

“Há anos estamos debatendo essas matérias, tanto internamente como na interlocução com o governo, com o parlamento e com a sociedade, portanto, achamos que já há amadurecimento e concordância, inclusive com a representação dos delegados de Polícia, sobre um novo marco regulatório que represente a valorização dos policiais civis e o fortalecimento da Polícia Civil enquanto instituição estratégica na segurança pública nacional”, sustentou o dirigente da COBRAPOL.

Participaram da reunião, além de Gutierrez e Miranda, Aparecido Lima de Carvalho – Kiko  (diretor executivo  da FEIPOL/Sudeste); Evandro Baroto (diretor de Assuntos Ministeriais da COBRAPOL) e Adriano Bandeira (presidente do SINPOL de Sergipe).

O encontro com o deputado João Campos contou também com a participação da representação da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (ADEPOL), através de seu presidente Rodolfo Laterza, e do delegado Fábio (ADEPOL).

Fonte: Comunicação COBRAPOL