fbpx
16 de agosto de 2022

COBRAPOL Publica Edital de Convocação do Congresso Nacional Extraordinário e 1º COBRAJUR

Através de seu presidente, André Luiz Gutierrez, a COBRAPOL publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 27, Seção 3, o Edital de convocação do Congresso Nacional Extraordinário da entidade (foto), que será realizado em Brasília nos dias 26 e 27 de janeiro de 2019, na AGEPOL (Associação Geral dos Policiais Civis).

Na pauta do Congresso, após a sua abertura, a discussão sobre os seguintes temas: (1) Plano de Implementação da Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil, (2) Ciclo Completo da Polícia, (3) Reforma do Código de Processo Penal (CPP) – Unificação das Polícias, (4) Reforma da Previdência, e (5) Alterações Estatutárias.

Pelo mesmo Edital, está sendo convocado, no dia 25 de janeiro, também em Brasília, o 1° COBRAJUR – Encontro Nacional dos Diretores Jurídicos das Entidades Filiadas à COBRAPOL para apresentação e discussão de um banco de demandas jurídicas envolvendo policiais e entidades sindicais de policiais civis.

Segundo Gutierrez, “esses eventos convocados pela COBRAPOL acontecem em um momento extremamente importante para a entidade, diante do início de um novo governo e de uma nova legislatura federal, ocasião em que deveremos fortalecer ainda mais nossas ações na defesa das atuais e justas demandas da categoria”.

Fonte: Comunicação COBRAPOL

2 thoughts on “COBRAPOL Publica Edital de Convocação do Congresso Nacional Extraordinário e 1º COBRAJUR

  1. Muito satisfatório essa iniciativa. Acredito que isso já deveria ter acontecido a muito tempo. Principalmente a defesa da pauta que diz respeito a carreira jurídica única. Não concordo que haja concurso para acesso direto a delegado de polícia. É injusto para aqueles que tem capacidade jurídica para exercer tal cargo. Deveríamos pensar também na possibilidade de nacionalizar a categoria, no que diz respeito na defesa de sua melhoria. Acredito que a categoria ficaria mais forte diante de arbitrariedades e perseguições, que nós agentes de polícia somos mais vulneráveis a esse tipo de situação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.