Quase 2 milhões já apoiam o impeachment de Gilmar Mendes

O abaixo-assinado que circula na internet pedindo o impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), alcançou 1.881.548 (Um milhão, oitocentos e oitenta e um mil, quinhentos e quarenta e oito) adesões na tarde da quarta-feira (17). A petição, que está hospedada no site change.org, é uma iniciativa do usuário José Luiz Maffei e tem como meta atingir três milhões de assinaturas.

O manifesto pede a destituição de Gilmar e sua inabilitação por oito anos, enumerando ao menos cinco fatos criminosos cometidos pelo ministro. Entre eles, o exercício de atividade político-partidária; prática de atitude desidiosa no cumprimento dos deveres do cargo; participar de julgamento quando deveria se declarar legalmente suspeito na causa; e o estabelecimento de relações com investigados.

A petição aponta que o ministro “proferiu diversas vezes decisões que contrariam a lei e a ordem constitucional”. O texto cita a libertação de picaretas como Eike Batista, Daniel Dantas e Jacob Barata Filho, da máfia dos ônibus do Rio de Janeiro, réu de quem Gilmar foi padrinho de casamento de uma filha.

Como o julgamento de crime de responsabilidade contra ministros do STF é atribuição do Senado, o documento será encaminhado ao senador Alvaro Dias (Podemos/PR).

 

Fonte: Comunicação COBRAPOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *