Manifestação em Brasília conta com mais de cinco mil policiais

Policiais de diversas categorias participaram no dia 8 de fevereiro de uma manifestação em Brasília contra a Reforma da Previdência (PEC 287/16), em tramitação no Congresso Nacional. A manifestação foi organizada pela União dos Policiais do Brasil – UPB, da qual a COBRAPOL faz parte.

A proposta de emenda pretende retirar da Constituição o artigo que reconhece a atividade de risco dos profissionais de segurança nos critérios de concessão da aposentadoria. Mais de cinco mil policiais participaram da manifestação que levou a cobertura da mídia de Brasília. No Jornal Correio Braziliense foi publicada a seguinte matéria, com entrevista do presidente da COBRAPOL, Jânio Bosco Gandra.

Uma manifestação de 5 mil policiais contra a proposta, que contou com a participação de mais de 20 deputados, terminou com spray de pimenta, gritos e discussões acaloradas dentro da Casa, na tarde de ontem. A confusão começou após policiais civis entrarem armados no Congresso, por volta das 18h. Enquanto integrantes da União dos Policiais Brasileiros (UPB) — que reúne, entre outros, policiais civis, federais, rodoviários federais e agentes penitenciários — se dirigiam ao auditório Nereu Ramos para continuar o debate, o grupo armado tentava chegar ao plenário, quando foi contido por seguranças da Câmara.

Apesar de não ter resultado em agressões físicas ou detenções, o embate é um sinal de alerta para o governo quanto à insatisfação dos profissionais de segurança pública com a proposta. “Levar spray de pimenta faz parte da luta”, disse o presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL), Jânio Bosco Gandra, um dos organizadores da manifestação. Agora, completou, “o presidente Michel Temer já sabe o que os policiais são capazes de fazer. Não aqui, mas no Brasil todo”.

3 comentários em “Manifestação em Brasília conta com mais de cinco mil policiais

  1. NÓS dó povo..da segurança sabemos o que queremos.Queremos manter nossos direitos adquiridos a muitos anos..com muita luta.O povo está cansado de tanta patifaria desses governos..desses representantes que foram eleitos para representar ..transmitir os anseios so povo.Mas quando estão no poder esquecem disso e pensam so no seu bolso..no seu umbigo.A força da segurança de todo Brasil deu o recado. .estamos prontos para defender o que e nosso por Direito..União faz a força. .????????????

  2. Acredito que além de estarmos presente em Brasília, deveríamos criar cronogramas de atuação em todas as cidades e capitais no país para alertamos a população das consequências dessa reforma tão prejudicial ao trabalhador.

  3. O governo de Michel Temer é uma ameaça para todos os trabalhadores, ou seja, assumiu o governo través de um golpe politico e a população na sua grande maioria a poiou esse golpe achando que iria resolver o problema da economia e do desemprego, mas esta faltando é ideias para resolver o problema, então para justificar que está fazendo alguma coisa, que empurrar de goela abaixo a reforma da Previdência e da Educação, tirando direitos adqueridos dos trabalhadores, sempre o PMDB e seus aliados políticos agiram assim em seus governos. Porem indubitavelmente uma grande parte do deficit da previdência seria resolvido com a diminuição da taxa de desemprego. Companheiros e colegas policiais civis; esses mequetrefes e corruptos que assumiram o governo, tem que ter uma resposta de nossa parte, vamos a mobilização em todos os estados até a greve se for preciso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *