Lançada Frente para defender a Previdência Pública. COBRAPOL presente!

Com a adesão inicial de 90 deputados federais, 30 senadores e mais de 100 entidades presentes, foi lançada nesta quarta (20), no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social. O colegiado terá uma coordenação composta por dez parlamentares, cinco de cada Casa.
A ideia é apoiar um amplo processo de mobilização no país para denunciar a PEC 6/2019 da reforma da previdência enviada pelo governo Bolsonaro ao Congresso. Caso seja aprovada, na análise dos membros da Frente, o projeto na prática acaba com previdência pública brasileira e favorece o sistema financeiro.

“Esse governo tem que entender que a previdência brasileira não é do sistema financeiro, é do povo brasileiro”, disse na abertura do evento o senador Paulo Paim (PT-RS), que coordenou os trabalhos. Ele ainda desafiou os governistas a mostrarem quais os privilégios que estão sendo atacados na reforma. “

Movimento cívico – Líder da Minoria na Câmara, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), defendeu “um grande movimento cívico” a exemplo das Diretas Já em defesa do estado de proteção social e da previdência pública. Para ela, é necessário descontruir o discurso do privilégio.

O líder do PDT na Câmara dos Deputados, André Figueiredo (CE), disse que sem mobilização não haverá vitória contra a PEC. “Nós precisamos levar para todos os brasileiros que isso é o fim da previdência pública brasileira”, alertou.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse que a reforma representa uma mudança radical no modelo de proteção social que existe no Brasil causando danos para os mais pobres.

MOBILIZAÇÃO DIA 22 – Todos os presidentes das Centrais Sindicais, presentes ao evento, condenaram a proposta governamental para mudar as regras da Previdência e conclamaram à uma ampla mobilização no próximo dia 22 em defesa da Previdência Pública, na perspectiva da realização de uma greve geral.

Os coordenadores eleitos da Frente Parlamentar são os senadores Paulo Paim, Elisiane Gama (PPS-MA), Jorge Kajuru (PSB-GO), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Weverton Rocha (PDT-MA); e os deputados André Figueiredo, Bira do Pindaré (PSB-MA), Bohn Gass (PT-RS), Professora Marcivania e Rodrigo Coelho (PSB-SC).

FST E COBRAPOL PRESENTES – Representantes das Confederações Laborais que integram o Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), formado também pela COBRAPOL, também participaram do ato, quando fizeram uma série de contatos com parlamentares, principalmente senadores, para solicitar gestões junto à Presidência do Senado no sentido da devolução da Medida Provisória 873/19 que impede o desconto em folha das contribuições sindicais de toda natureza e, com isso, ameaça de forma brutal a existência material das organizações sindicais.

Os dirigentes da COBRAPOL André Luiz Gutierrez, presidente; Giancarlo Miranda, vice-presidente; Evandro Barotto, diretor; e Mário Flanir, diretor para Assuntos Jurídicos, marcaram presença no lançamento da Frente.

Fonte: Comunicação COBRAPOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *