ENTIDADES DE CLASSE DE MINAS SE REÚNEM COM DEPUTADO FEDERAL LÉO MOTTA

Os diretores do SINDEP/MG Aline Risi, Bruno Viegas (também dirigentes da COBRAPOL), Mauro Moutinho e Paulo Fernando estiveram presentes, nesta sexta-feira (26), na sede da ASPCEMG, em reunião com o deputado federal Léo Motta (PSL-MG) e demais entidades de classe da PCMG, para tratar assuntos de interesse da categoria (foto).

Segundo Léo Motta, o objetivo é resgatar o respeito de todos pela Polícia Civil e que agora a Instituição tem voz no Congresso Nacional. “Lutarei pelo interesse da categoria, conversando com a base e buscando investimentos concretos para a valorização da instituição”, afirmou.

Ainda de acordo com o deputado federal, foi contratada por ele uma empresa especializada para estudar todos os pontos da Reforma da Previdência, para resguardar, inclusive, que a Polícia Civil não seja prejudicada. “Sou da bancada do partido do presidente e tenho que ser criterioso com referência à Reforma da Previdência. Contudo vou lutar para que a Polícia Civil não seja prejudicada. Vamos fazer um manifesto, uma carta conjunta e nos reuniremos para discutirmos o que será melhor para nós”, enfatizou Léo.

O diretor do SINDEP/MG, Mauro Moutinho, frisou o apoio ao deputado e ao seu trabalho. “O deputado Léo Motta tem o apoio do SINDEP/MG, pois sempre se mostrou coerente em suas palavras e ações, e sabemos que o interesse maior agora é da Polícia Civil”, disse Mauro.

Bruno Viegas, diretor do SINDEP/MG e da COBRAPOL, explanou que os assuntos da Reforma da  Previdência e da Lei Orgânica Nacional exigem maior atenção do Congresso Nacional, e parabenizou o parlamentar pela sinergia criada entre as entidades de classe, contando com o compromisso e apoio de Léo Motta para essas demandas.

Outras entidades de manifestaram pelo interesse dos policiais civis, pois o trabalho agora é um só, independente de cargos e carreiras, em prol da defesa e melhoria da categoria.

Fonte: SINDEP-MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *