COBRAPOL SOMA-SE AO SINPOL-MT E À FEIPOL-CON PARA EXIGIR A APURAÇÃO SOBRE AS AMEAÇAS CONTRA A PRESIDENTE DO SINDICATO LOCAL

A COBRAPOL vem a público somar-se às entidades do Estado de Mato Grosso, especialmente ao Sindicato dos Policiais Civis (SINPOL-MT) e à FEIPOL-CON, para exigir das autoridades locais providências urgentes e enérgicas no sentido de apurar as ameaças contra a vida da presidente da entidade, Edleusa Mesquita, que também é investigadora da PC-MT.

            Segundo informações, no último dia 12 de novembro, foram presos homens fortemente armados na capital daquele Estado, Cuiabá, que estariam envolvidos na referida ameaça. O SINPOL-MT e a FEIPOL-CON já reclamaram da falta de ações mais efetivas para desvendar o ocorrido e eliminar os riscos contra a vida da sindicalista.

            A Confederação, pelo seu presidente e outras lideranças, estará presente em Cuiabá para, junto com as entidades locais, buscar o esclarecimento para fato tão grave, absolutamente inadmissível nos dias atuais.

As autoridades dispõem de mecanismos para apurar a fonte das ameaças que foram denunciadas em razão dos seus fortes indícios, como a própria Polícia Civil e outros órgãos da segurança pública local, de modo que fatos como esse sejam devidamente esclarecidos e não se repitam, pois constituem uma agressão a toda nossa categoria.

Brasília (DF), 18 de novembro de 2020

ANDRÉ LUIZ GUTIERREZ

Presidente da COBRAPOL