COBRAPOL, junto com Gabinete Integrado dos Profissionais de Segurança Pública, participa de reunião com a SENASP

O presidente da COBRAPOL, André Luiz Gutierrez, e o diretor de Assuntos Ministeriais da entidade, Evandro Baroto, participaram nesta quarta-feira (15) de reunião em teleconferência das entidades que integram o Gabinete Integrado dos Profissionais de Segurança Pública e do Ministério Público do Brasil com o Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), Carlos Renato Machado Paim. Na pauta, na primeira reunião com o novo Secretário, diversos assuntos de interesse dos profissionais de segurança e de suas respectivas organizações.

As entidades entregaram ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, também endereçado à SENASP, documento em que manifestam “posição em favor da modernização do Sistema de Segurança Pública do Brasil” e na defesa do ”aperfeiçoamento da gestão no âmbito da segurança pública é um dos maiores desafios de todos os Administradores Públicos, condição da estabilidade e aperfeiçoamento da ordem social e pressuposto ao crescimento econômico”.

Os subscritores da nota apresentam várias sugestões, entre as quais se destacam mais recursos para a segurança pública, a criação de Escola Nacional de Segurança Pública; a fixação de leis nacionais de organização das instituições (as chamadas leis orgânicas, cuja proposta a COBRAPOL já apresentou para a Polícia Civil); a participação de representantes das entidades nos órgãos colegiados responsáveis pela condução da temática da segurança pública no âmbito do Ministério da Justiça; a autonomia das perícias; a difusão da lavratura do TCO por todas as instituições policiais; a valorização dos quadros internos das instituições policiais para a composição dos cargos/funções de gestão; a reforma do sistema de segurança pública, via emenda à constituição, de modo a assegurar o ciclo completo às instituições policiais.

Além da COBRAPOL, assinam o documento endereçado ao Ministério da Justiça e à SENASP as seguintes entidades do Gabinete Integrado: ANPR, CONAMP, CNCG, ABC, FENAPRF, AMEBRASIL, FENAPEF, LIGABOM, FENEME, APCF, ANERMB, FENASPEN,ANASPRA, ANEPF e FENAFEP.

COBRAPOL – Segundo Gutierrez, a reunião serviu para que as entidades se posicionassem sobre suas reivindicações específicas, que, no caso da COBRAPOL, passa pela “discussão da Lei Orgânica e de uma Polícia Civil moderna e reinventada”.

Ainda de acordo com o presidente da COBRAPOL, o Secretário solicitou que as entidades tenham representantes junto à SENASP de modo a contribuir com a formulação de políticas na área da segurança pública: “Precisamos superar essa realidade nefasta pela falta de uma padronização nacional, de uma Lei Orgânica nacional que garanta segurança jurídica a todos que querem uma carreira do início ao fim, com qualidade e esperança de fazer o melhor trabalho possível”, sentenciou.

Fonte: Comunicação COBRAPOL

Veja o vídeo abaixo com André Luiz Gutierrez e Baroto: